Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
30.10.2018 • Economia

Contas públicas têm rombo de R$ 24,6 bilhões em setembro

contas_publicas_30_10

Campo Grande (MS) - O setor público consolidado fechou setembro com um déficit primário de R$ 24,621 bilhões. Estimativas do mercado levantadas pelo Valor Data sugeriam déficit de R$ 22,4 bilhões. Em setembro de 2017, o resultado das contas públicas foi deficitário em R$ 21,259 bilhões.

No ano, o governo acumula agora um déficit de R$ 59,321 bilhões. Em 12 meses, o saldo negativo está em R$ 87,794 bilhões, ou 1,29% do Produto Interno Bruto (PIB), frente a um déficit de 1,25% em agosto e de 1,69% em dezembro de 2017.

O resultado do nono mês reflete um déficit do governo central de R$ 24,292 bilhões e um superávit de R$ 795 milhões dos Estados e municípios. Também entra na conta o resultado das estatais (excluindo grupos Petrobras e Eletrobras), que foi deficitário em R$ 466 milhões no mês.

A meta de déficit para o setor público consolidado para 2018 é de R$ 161,3 bilhões, sendo R$ 159 bilhões do governo central.

No conceito nominal de resultado fiscal, que inclui as despesas com juros, o setor público apresentou saldo negativo de R$ 39,173 bilhões em setembro, abaixo daquele de um ano antes, de R$ 53,309 bilhões.

Além do déficit primário de R$ 24,621 bilhões, o resultado reflete uma conta de juros de R$ 14,552 bilhões.

No ano, o déficit nominal ficou em R$ 362,663 bilhões, em comparação com R$ 385,236 bilhões no mesmo período do calendário anterior.

Em 12 meses até setembro, o déficit nominal se situou em R$ 488,835 bilhões ou 7,2% do PIB, após marcar em agosto 7,45% do PIB. A conta de juros, no mesmo período, estava em R$ 401,040 bilhões ou 5,9% do PIB, vindo de 6,2% do PIB em agosto.