Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
06.02.2019 • Fenafisco

Guedes diz que reforma tributária deve ser brutal

reforma_tributaria_1_1200x480

Campo Grande (MS) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou durante jantar promovido pelo portal Poder 360 nesta erça-feira (05.02), que logo após a reforma da Previdência ser votada pelo Congresso o governo deverá apresentar um projeto de reforma tributária. A ideia é que as mudanças sejam votadas ainda este ano. 

— Você precisa de uma reforma tributária brutal, uma simplificação dramática. A gente não manda tudo junto para não congestionar. A Previdência é primeiro porque é a prioridade mesmo, é matar ou morrer. Mas já está tudo engatilhado. Acabou a Previdência, vem mais — explicou. 

A ideia do governo é reduzir o número de impostos para facilitar o ambiente de negócios. Em paralelo, o governo pretende tocar também medidas de abertura econômica e um processo contínuo de privatizações. 

— É claro que não vai ter imposto único. Mas se cair de 54 para seis, sete ou oito impostos, está bom. Imposto de renda, IPTU, o imposto único federal...  Não pode ter essa quantidade atual, é uma barbárie. Esse negócio nosso é uma selvageria. Por isso que é um lugar difícil para fazer negócio — criticou.