Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
17.11.2020 • Brasil

Paciente é internado sob suspeita de reinfecção por covid-19

reinfeccao

Campo Grande (MS) - Paciente internado na rede particular de saúde de Campo Grande é o mais novo caso suspeito de reinfecção pelo novo coronavírus em Mato Grosso do Sul. Ao todo, seis casos estão em investigação no Estado, fora outros nove que foram descartados, recentemente, pelo Ministério da Saúde.

A informação foi confirmada pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), que afirmou já ter comunicado o Ministério da Saúde por meio de nota técnica enviada ao órgão.

De acordo com a secretaria, apenas uma das pessoas com suspeita está hospitalizada. O paciente, na primeira vez em que foi diagnosticado com covid-19, não apresentou sintomas.

Dos seis casos suspeitos, cinco são da Capital e um do munício de Coxim, a 260 quilômetros de Campo Grande.

Descartados – No início do mês, nove casos que estavam sob suspeita de reinfecção foram descartados pelo Ministério da Saúde.

Na ocasião, segundo a SES, as pessoas detectadas com a covid-19 duas vezes “não se encaixarem na definição de caso”.

Quando as suspeitas surgiram, a Secretaria Estadual de Saúde revelou que, quando surge uma suspeita do tipo, primeiro os laudos são encaminhamos para análise dos infectologistas de referência da SES. Depois, é verificado se existe amostra do paciente no Lacen (Laboratório Central) para envio ao laboratório referência. Por último, os relatórios completos e resultados dos exames realizados vão para o Ministério que emite parecer.

Números - Boletim epidemiológico divulgado nesta manhã (16) traz três novas mortes e 176 infectados pela covid-19 em Mato Grosso do Sul. Com registro consolidado das últimas 24 horas, o Estado tem 1.693 óbitos e 88.111 casos confirmados desde o início da pandemia.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, a cada 100 exames de covid-19 de pacientes de Campo Grande que são processados pelo Lacen, 40 são positivos, o que indica alta positividade - e é quase o dobro da média do Estado (25).

Fonte: CGNews