Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
09.07.2019 • Câmara Federal

Reforma tributária vai ter que esperar até agosto

download_5

Campo Grande (MS) – Vai ficar para depois do recesso a análise da reforma tributária na comissão especial. É o que se comenta na Câmara. O presidente da casa, Rodrigo Maia, previa enviar o projeto logo depois de o texto da Previdência ser aprovado na comissão, o que aconteceu semana passada. Mas o cronograma mudou. O início do recesso está marcado para o dia 18 de julho, com a volta prevista para o início de agosto. 

A ideia na Câmara é concentrar todas as atenções na aprovação da Previdência em plenário. Como são necessários dois turnos, qualquer imprevisto agora pode atrapalhar o cronograma. Maia quer fazer o primeiro turno esta semana e o segundo na próxima. 

O projeto da reforma tributária que a comissão vai analisar é o do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). Ele tomou como base os estudos do economista Bernardo Appy. Ou seja, é uma iniciativa do parlamento. Embora a equipe econômica já tenha apontado a necessidade de mudança nas regras tributárias, a Câmara está mais adiantada. O projeto de Baleia Rossi já passou pela Comissão de Constituição e Justiça. 

Se tudo der certo, a comissão especial abrirá agosto analisando o texto. O parlamento, assim, voltará do recesso como terminou a primeira parte do ano, com o controle da pauta econômica.