Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
29.10.2020 • Governo-MS

Sefaz recebe Prêmio de Inovação com projeto de apoio remoto a servidores

esau

Campo Grande (MS) - “Muito mais do que um projeto ou uma ideia para um prêmio, é uma ideia que acreditamos que venha ajudar significativamente servidores e sociedade”. Com essa frase o coordenador do setor de capacitação, Auditor Fiscal da Receita Estadual Esaú Rodrigues de Aguiar Neto, define o projeto Gabi (Gestoria de Apoio Biopsicossocial), que recebe o 3º lugar do XV Prêmio Sul-mato-grossense de Inovação na Gestão Pública.  

Desenvolvido pelo coordenador e os trainees da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz), Luisa Barbosa e Daniel Santana, a ‘ideia inovadora implementável’ tem como objetivo ser inserida no Mapa Estratégico do Governo, Eixo de Gestão Valorização e Desenvolvimento dos Servidores Públicos Estaduais. 

“A ideia nasceu justamente pelo fato de o servidor ter sido colocado de forma muito abrupta no ambiente de trabalho em home office. Trabalhar sem uma infraestrutura, com a presença da família, sem contato com os colegas de trabalho. Pensamos o que isso poderia causar à saúde mental e física e surgiu a proposta desse atendimento remoto, no qual o servidor poderia contar com uma equipe multidisciplinar. Então, a inovação é  identificar, receber e endereçar as necessidades dos servidores remotamente”, explica Daniel.

De acordo com Esaú, o teletrabalho, sem uma infraestrutura preparada nas residências, sem metodologia de controle de produtividade e comunicação, aliada a inserção das famílias, vem aumentando o nível de estresse de maneira significativa, fazendo com que esse servidor se cobre mais, trabalhe mais e consequentemente adoeça mais.

“O resultado é estresse para o servidor e por conseguinte a piora na prestação de serviços à sociedade. A ideia é criar um canal com uma área biopsicossocial junto aos líderes, haja vista que eles são o canal direto com o servidor, acompanhando a produtividade e até mesmo a saúde mental e psicológica de suas equipes. Queremos auxiliar nesse momento e depois no retorno ao local de trabalho, pois muitos podem não estar preparados e sofrerão. A proposta é de uma ação multidisciplinar, encabeçada como ação de governo e não pontual e que se torne uma política pública para os servidores, e mais a frente para a população”, pontua Esau.

Conforme Luisa, a princípio o grupo irá direcionar as ações para os servidores e líderes, mas o objetivo é que esse público passe a demandar áreas especificas como psicólogo, terapeuta, saúde da mulher, recreação, fisioterapeuta, enfim, todas que possam ser apoio ao servidor e que estão inseridas nesse cenário. 

“Não há uma previsão de vacina, o próprio medo contribui para o esgotamento profissional. As pessoas não têm se alimentado corretamente, não têm praticado exercícios físicos, o que causa obesidade, atrofia muscular, falta de contato social, depressão. São pontos que nos detivemos. A maioria dos servidores está produzindo. Mas a que custo? Então essa é uma ação transversal que vem para beneficiar o grupo de servidores de Mato Grosso do Sul e de forma mais abrangente a população do Estado”, explica Luisa. 

Premiação

O anúncio dos seis vencedores foi na tarde de quarta-feira (28.10), Dia do Servidor Público. Devido à pandemia, a solenidade de entrega da premiação deste ano foi realizada de forma virtual com autoridades e os servidores que tiveram projetos classificados. Todo o evento também foi transmitido ao vivo no facebook da Escolagov.

Em 2020, foram 51 projetos inscritos. Destes, 41 trabalhos foram classificados, sendo 26 na modalidade ‘Ideias Inovadoras Implementáveis’ e 15 na modalidade ‘Práticas Inovadoras de Sucesso’. Os projetos classificados em 1º, 2º e 3º lugar nas duas modalidades receberão o valor de R$ 6 mil, R$ 4 mil e R$ 2 mil, respectivamente, totalizando a entrega do valor de R$ 24 mil em premiação.