Rua Aporé, 19 - Bairro Amambai - CEP 79005-360 - Campo Grande-MS (67) 3325-6640
29.05.2020 • Sindifisco

Sindifisco-MS participa de debate e aprovação de contas no CD Fenafisco

capa_videoconferencia

Campo Grande (MS) – Representantes da Diretoria do Sindifisco-MS participaram na noite de quinta-feira (28.05) da reunião do Conselho Deliberativo (CD) da Fenafisco. Realizado por videoconferência, o encontro deu continuidade à 72ª Reunião Ordinária do CD e aprovou por unanimidade a prestação de contas do exercício 2019, além de trazer ao debate temas importantes como a dívida ativa tributária dos Estados e Distrito Federal, defesa da democracia e da categoria, aprovação da logo da federação, PLP 39/2020 que trata sobre a cooperação federativa na área de saúde e assistência pública em situações de emergência de saúde pública, entre outros.

O Presidente do Sindifisco-MS e Diretor de Comunicação da Fenafisco, Cloves Silva, destacou o Plano de Ação Política da Federação. Cloves destacou que a categoria vem debatendo temas importantes ligados ao rumo político, econômico e fiscal do Brasil, “dos quais temos grande responsabilidade.”

“Tratamos da Reforma Tributária, estamos montando um grupo de estudos para conhecer melhor a dívida dos estados, realizamos acompanhamento ao auxílio financeiro liberado pela Presidência da República. São assuntos ligados diretamente a nossa categoria que trabalha com a organização e o planejamento da administração tributária, auxiliando o governo na elaboração de políticas tributárias e, consequentemente, na execução das políticas públicas”, relatou.

 Conforme o vice 1° Vice-Presidente do Sindifisco, Gabriel Bezerra Bourguignon, as discussões nacionais da categoria favorecem as tomadas de decisões, bem como as ações em prol da sociedade. “Temos tido discussões importantes sobre as reformas estruturais e o papel dos fiscos na construção de um novo Brasil. Somos servidores públicos e temos como papel preponderante salvaguadar a categoria bem como trabalhar em favor da democracia. Dentre as deliberações, aprovamos a proposta de ingresso para três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs), quanto ao PL 39/2020, para enfrentar o congelamento de salários, vedação de concurso público e não cômputo de adicionais de tempo e licenças prêmio”, explicou.

Sobre a prestação de contas da federação, o membro do Conselho Fiscal, Paulo Roberto Ferreira Bonfim (Sindifisco-MS), frisou que o grupo fez um amplo estudo técnico e orçamentário para o ano de 2020. “Sob a batuta do presidente do Conselho Fiscal, José Caetano Mello (Sinaffepi-PI) e juntamente com o diretor financeiro, Celso Malhani, foram recomendadas alterações no planejamento orçamentário para 2020. Foi um encontro positivo que reforçou o engajamento da categoria. A prestação de contas é uma parte fundamental dos princípios de transparência e democracia com os quais conduzimos as ações da federação e dos sindicatos filiados”, afirmou.

O CD segue nesta sexta-feira com reunião da Diretoria e funcionários.